• contato@studioequinocio.com.br

BlogSolar


O lançamento integra a iniciativa Zero Carbono, cujo objetivo é reduzir em 50% o uso dos GEE até 2015
Fotos: Divulgação

Tornar as viagens de negócios mais convenientes e ágeis, mas sem que para isso seja necessário contribuir com mais emissões de gases de estufa (GEE) liberadas na atmosfera. Esse é o objetivo da Atos, empresa internacional de serviços de TI, e o Grupo Bolloré, companhia francesa líder em eletricidade, que anunciaram recentemente sua primeira frota corporativa de carros elétricos, alimentada por painéis solares.

A frota é composta por dez carros. O funcionário faz a reserva pelo sistema intranet e, na hora agendada, o veículo vai buscá-lo. Segundo a empresa, além de estimular a sustentabilidade em viagens de negócios, o projeto MyCar também reduz a necessidade de relatórios de despesas com táxis e estacionamento.

O lançamento integra a iniciativa Zero Carbono, cujo objetivo é reduzir em 50% o uso dos GEE até 2015. Para Thierry Breton, presidente e CEO global da Atos, o MyCar é um serviço inovador para os funcionários: “O projeto MyCar faz parte do programa de bem-estar e responsabilidade corporativa, chamado Wellbeing@work. Os carros elétricos também nos ajudam a reduzir os custos de viagem e aumentam a visibilidade de nossa marca nas ruas de Paris”.

As baterias utilizadas dispensam manutenção e oferecem autonomia de 250 km na cidade e 150 km na estrada.

Produzidos pelo Grupo Bolloré, os automóveis elétricos da Atos são abastecidos por painéis fotovoltaicos, que estão instalados na sede da companhia em Paris, capital da França. As baterias utilizadas dispensam manutenção e oferecem uma densidade de energia acima da média, além de segurança total do usuário e uma autonomia de 250 km na cidade e 150 km na estrada.

A Atos fornece as soluções de Smart Grid para gerir em tempo real a energia produzida e consumida durante a execução do projeto MyCar.

Em contato com a assessoria de imprensa da companhia, o EcoD apurou que a Atos implementa, gradativamente, a frota pelos países onde tem sede, e o Brasil é um deles. “Não temos uma data fechada, pois depende da disponibilidade em aprovar espaços para geração de energia solar no Brasil”, afirmou a empresa, sobre a possibilidade de trazer o projeto para o país.

No Brasil circulam, atualmente, cerca de 50 milhões de veículos, dos quais menos de cem são carros elétricos, segundo dados da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE). Os donos de montadoras reclamam que o governo brasileiro deixa de incentivar a produção dos modelos sustentáveis, conforme mostrou matéria publicada pelo EcoD em julho.

Fonte:http://www.ecodesenvolvimento.org/

About Post Author

1 Response

  • Odilon Faria

    Postos de troca de baterias abastecidas com painéis fotovoltaicos, por um valor de concorrência com combustíveis fósseis, ao lado de postos distribuidores destes produtos,ou seja, sempre ao alcance do usuário, usando apenas um sistema de engate para troca rápida, formaria um sistema bastante interessante. Idéia simplória??

    Reply

Deixe um Comentário

© Studio Equinócio 2015.


Site desenvolvido pela Agencia Mouse